Um Gesto Qualquer

Contrário ao velho ditado "Antes só que mal acompanhado", ouço de minha prima que "a gente se acostuma a viver com a pessoa que está". Relacionamentos vazios, implantando a rotina, tornam-se normais. O que importa de verdade? Conto-lhes o que a esta disse certa vez que, frustrada em meu ombro direito, pôs-se a reclamar por estar … Continue lendo Um Gesto Qualquer

Thinking Out Loud

No meio de um palco, os holofotes nos apontam. Estamos envolvido numa dança muito apaixonante. Eu olho para seus lindos olhos castanhos e os vejo brilharem pelo meu coração. Seu rosto em minhas mãos, seu corpo próximo ao meu. Como você conseguiu estar mais linda do que normalmente é? Sinto seu aroma tão suave, capaz de estimular … Continue lendo Thinking Out Loud

Roads Untraveled

Deparo-me com um amigo, deitado às sombras de uma grande macieira, olhos vermelhos, lágrimas no rosto. Ignoro meus problemas por um instante, pois este precisa de mim. Ele fora machucado. Soldado  numa batalha que todos enfrentamos, este rapaz, meu melhor amigo, faz o tipo romântico, jeito raro em dias presentes. Flores, chocolates, passeios de mãos … Continue lendo Roads Untraveled

The Handler

Então, era aqui que você se escondia? (...) Destruição em massa. Sangue. Fogo. Gritos. Guerra. Levanto-me daquele chão frio. Machucado. Vestes rasgadas. Caminho. Devagar. Manco. Gritos. Choros. Tragédia. Caminho. Manco. Paro. Uma luz. Uma sombra. Passos. Caminho. Manco. Os passos se aproximam. Alguém me observa. O medo me controla. Caio no chão. Choro. Meu opressor. … Continue lendo The Handler

Reapers

Um grande líder sabe muito bem como matar, oprimir, comandar e continuar sendo venerado. (...) Sangue por todos os lados. Destruição, fogo, maldição. Pessoas se matando, alegando que são traidores de seu senhor. O líder, pouco se importa. "Deixem-nos se matarem". Não há paz. Todos querem seu lugar ao sol. São controlados por falsas linhas. … Continue lendo Reapers

O lado bom e ruim da nostalgia – Pac-man

Fala galera! Tudo bem com vocês? Estou de volta, depois de alguns anos... Se você tem entre 25-35 anos, como eu, com certeza deve conhecer esse carinha aqui: Sim, esses "sons irritantes" fizeram parte de sua infância e, talvez, você nem se lembre disso. Este jogo, da Namco e criado em 1980, fez sucesso antes … Continue lendo O lado bom e ruim da nostalgia – Pac-man