Guardo Nossa História em Silêncio

Mesmo que já se tenha passado algum tempo, eu não consigo te esquecer. Às vezes, vendo outras pessoas juntas felizes, imagino como seria se fôssemos nós ali, no lugar deles. Eu sei que já faz um tempo e sei que decidimos seguir em frente, mas este sentimento que guardo aqui dentro por você, dificilmente se irá com as ondas do mar

Partilhar com você

Éramos muitos ali, mas meu coração insistia em ouvir apenas a você. Meio a tantos timbres descompassados era o seu silêncio que me fazia sorrir. Sentados em volta da fogueira, sobre aquela areia, a conversa me vinha falha e as respostas me saíam trôpegas, só para não parecer distraído por você. Eu sorria, meio por descuido e olhava ao redor para saber se algum olhar havia percebido. Um sorriso discreto respondia que sim. Enrubesci.

A vida é um drink, o amor, uma droga

Oh, Anjo! Leia minha mente lotada de preces. Eu preciso de você, pois me sinto tão pesado. Esta correnteza me leva tão depressa e o fôlego parece tão distante de meu alcance. Olho pra cima em direção a um céu claro, porém turvo. As pálpebras pesam e minha cabeça se descontrola. Parece que estou levemente … Continue lendo A vida é um drink, o amor, uma droga

Insônia e meus pensamentos

Sabe quando precisamos de um abraço? Ou até mesmo um aperto de mãos e um tapinha nas costas? Sabe quando só queremos alguém do lado, mesmo que em silêncio, só pra não nos sentirmos só? Estou eu aqui, mais uma noite sem dormir, sentado em minha poltrona, com muita coisa na cabeça. Não há nada … Continue lendo Insônia e meus pensamentos

Para sempre e verdadeiro, o amor companheiro

O princípio de um amor inocente, Pode ser um tanto bobo pra quem olha Um sorriso, um gesto, um vinho, um poema E o telefone que toca toda hora.   O amor inocente, sincero e verdadeiro Não consegue se desgrudar por um ano inteiro É primavera, no outono, no verão e até no inverno É … Continue lendo Para sempre e verdadeiro, o amor companheiro

Longe de mim, encontrei o amor – Part III

− Filho da p...             E o jovem rapaz se esbraveja ao gritar um palavrão numa estrada inóspita, num calor de 42º C. O motor do carro havia parado.             A cena que vemos é a de um homem nervoso saindo do carro, pisando fundo por aquela estrada de terra, enquanto sujava seu tênis branco, … Continue lendo Longe de mim, encontrei o amor – Part III