Los de las casas rodantes

Me desplacé por un camino dando saltos, esquivando charcos y barro para llegar a una carpa gigante que veía a la distancia de aspecto cutre e irrelevante con trailers rodantes, cercos con pinturas incolora, tela desteñidas y cutres lonas. Al llegar a la entrada, esto se difería al contemplar rostros que, al verlos, hacían agradable … Continue lendo Los de las casas rodantes

Gravedigger

103 anos. Sinto ser este o meu último na Terra. Quem sou eu? Apenas mais um coveiro. Um coveiro que já viu o bastante nesta vida. Agora chegou minha hora, chegou minha hora de partir. Já vi mães enterrarem seus bebês. Uma mãe que, lamentavelmente, perdeu seus dois filhos na Segunda Grande Guerra. Aquela guerra … Continue lendo Gravedigger

Jovem inconsequente

Eu pensava que tudo era muito fácil. Viver, apenas uma diversão. Jovem e imaturo. Acreditava que a vida fosse um simples jogo. Apertar um botão e recomeçar. Todos os erros iriam embora, tudo poderia ser refeito. Então, algumas consequências começaram a surgir. Eu sentia o tapa no rosto de cada uma delas. O ardor me … Continue lendo Jovem inconsequente

Drones (Texto Completo)

Leia abaixo a história completa de Drones, inspirado no álbum homônimo da banda Muse: 01 - Dead Inside O personagem conversa consigo mesmo sobre todas as coisas ruins e desiste de viver. Todos aqueles maus momentos se passam por sua cabeça, enquanto permanece num chão frio, coberto de sangue. Toda aquela trajetória, desde ser apenas um … Continue lendo Drones (Texto Completo)

Drones

Mortos. Mortos por alguém frio que só queria poder, que, com ninguém, se importava. Mortos. São da minha família, são da sua. São meus amigos, são seus. Mortos por alguém que usou mal sua cabeça. Mortos por tentarem ser alguém. Mortos. Estou morto por dentro. Estou morto por ver um mundo dominado por psicopatas. Eles … Continue lendo Drones

The Globalist

Podemos ter tido um momento de paz, um momento de virtude, um momento de esperança, mas isso não quer dizer que os problemas acabaram. Devemos lutar por um mundo melhor. (...) É estranho imaginar como o 'jogo vira'. Antes, aquele opressor, com tamanho poder, estava ali no chão, com suas vestes rasgadas, sujas, sangradas. Parece … Continue lendo The Globalist

Aftermath

Em teus braços encontrei o amor e o refúgio que outrora sonhara para mim. (...) Sujo, cansado, faminto, revestido por sangue. Finalmente em casa. Ao abrir a porta, volto a sorrir. Encontro a felicidade no sorriso de uma pessoa. Aquela que sempre me deu carinho, me deu forças e me deu abrigo, recebendo-me com gentil sorriso. … Continue lendo Aftermath

Mercy

Herois, ataquem-no! Ele é um traidor. Não pode fugir! Sabe de todos os nosso segredos. (...) Dor. Sofrimento. Sou inimigo de todos. Ou será que são todos meus inimigos? Poder. O poder me subiu à cabeça. Tentei libertar a todos e o que fiz foi exatamente o contrário. Matei aqueles que não me obedeciam. Causei … Continue lendo Mercy

Psycho

Aquele ali, observando a todos. Consegue vê-lo? Ele pensa! Pode ser um perigo a todos. Também pode ser uma máquina interessante de se matar. Podemos transformá-lo num drone humano. Basta sabermos manejá-lo bem. Não vamos perder tempo! Traga-o para cá. (...) Correntes, filas, imagens, veneração. Por que todos estão fazendo isso? Não percebem o quão … Continue lendo Psycho

Dead Inside

Reaja! - Gritava uma voz ao fundo, porém distante. (...) Morto. Estou morto? Não vejo ninguém, não ouço ninguém. Tudo está tão escuro. Sinto o chão gelado nas minhas costas. Minhas vestes rasgadas, sou capaz de jurar que não há pudores. Do que me lembro? De pouca coisa. Ali está uma figura estranha. Gigante. Iluminada. … Continue lendo Dead Inside

Maldito brilho que me ofusca

Era sábado de manhã. Eu, Rayne e Álvaro estávamos sentados vendo vídeos de música, enquanto esperávamos pelo horário de aula. Estávamos no saguão da faculdade, sentados em um banco. Eu com meu notebook no colo e os dois ao meu lado, pedindo para que buscássemos algum vídeo no youtube. De repente, meu coordenador surge. Ele … Continue lendo Maldito brilho que me ofusca

Palavras bonitas nem sempre fazem o efeito certo

O dia foi péssimo, você fica mal e a primeira coisa que você sente é raiva ou tristeza, quando não as duas juntas. Alguns se isolam, outros preferem gritar para Deus e o mundo e outros tentam descontar na primeira coisa que veem. E aí, alguém, querendo ajudar, senta-se ao seu lado e fazem aquela … Continue lendo Palavras bonitas nem sempre fazem o efeito certo