Carta a quem um dia esteve

Talvez, algum dia, você não esteja mais aqui para este conto ler. Quando acontecer, tarde demais há de ser. Alguns litros de confiança e dois ombros para chorar, suficientes para tudo começar. Um pouco de desconfiança e o passado marcado em minhas costas, não puderam destruir minhas asas de esperança. Um parceiro, um sábio, um … Continue lendo Carta a quem um dia esteve