Resident “Evila” – Opinião

Final do mês passado, a Capcom finalmente revelou mais detalhes do aguardado Resident Evil Village ou Resident 8 como também é chamado.

A série Resident Evil tem uma trajetória curiosa. Podemos separá-la em 3 momentos diferentes.

1 – Survival Horror

The Games. The Movies. The Monsters. Bloody Disgusting's Writers Share  Their Favorite Things About 'Resident Evil' - Bloody Disgusting
https://bloody-disgusting.com/video-games/3656890/resident-evil-25-bloody-disgusting-writers-favorite-things-resident-evil/

Resident Evil lançou em 1995 e praticamente popularizou o gênero “horror de sobrevivência” (survival horror). O foco era em explorar uma mansão misteriosa infestada de zumbis e outras criaturas. Para isso, era necessário resolver diversos puzzles, retornar a diversas salas e ser cuidadoso no uso de munição que era escassa, tudo isso com uma câmera “vista de cima”. O jogo foi um sucesso, e, obviamente, sequências começaram a ser produzidas. Resident Evil 2 (1998) e Resident Evil 3 (1999) expandiram a fórmula de sucesso do primeiro jogo com melhorias de gameplay, novos locais pra explorar, uma história mais aprofundada e gráficos ainda melhores.

2 – Trilogia Ação

Relançamentos de Resident Evil 4, 5 e 6 são um sucesso de vendas - Poltrona  Nerd
https://poltronanerd.com.br/games2/relancamentos-de-resident-evil-4-5-e-6-sao-um-sucesso-de-vendas-41613

Iria demorar até 2005 para termos uma sequência na forma de Resident Evil 4, só que esse jogo marcaria uma mudança radical para a série. A câmera mudou completamente para uma mais próxima do personagem, atrás dos ombros, e o foco do jogo foi mais pro lado da ação com pitadas de horror. Foi uma jogada arriscada, e ainda há quem não tenha gostado, mas o jogo foi um sucesso imenso de crítica e recepção dos fãs no geral, tanto que até hoje ele aparece em várias listas de melhores jogos de todos os tempos, além de ter saído pra inúmeras plataformas de diferentes gerações.

Resident Evil 5 (2009) segue seu foco na ação, mas adiciona o elemento co-op, permitindo você jogar toda a historia e os outros modos com um amigo. O jogo foi bem recebido no geral e vendeu muito bem, o co-op foi muito elogiado e a série passaria a colocar a jogatina cooperativa em mais jogos da série.

Então veio Resident Evil 6 (2012), também permitindo a jogatina em parceria, com várias duplas jogáveis e historias diferentes, porém a execução deixou a desejar. O jogo não foi bem recebido pelos fãs nem pela critica e as pessoas começaram a pedir pra RE voltar a focar no terror e menos na ação. Apesar de tudo, o jogo vendeu muito bem, e, se olhar só por esse lado, pode ser considerado um sucesso.

3 – De volta ao horror

RESIDENT EVIL 7 biohazard
https://store.playstation.com/pt-br/product/UP0102-CUSA03962_00-BH70000000000001

E em 2017, Resident Evil 7 marcou uma nova mudança para a série.  A princípio, o jogo seguiria o rumo de ação dos jogos anteriores, porém a Capcom decidiu trazer a série de volta pras origens de Survival horror, só que dessa vez com uma câmera em primeira pessoa, focando bastante na imersão e gráficos de ponta. Você assume o papel de um novo protagonista, Ethan, e novamente explora uma casa misteriosa e com moradores… um tanto curiosos, digamos.

O jogo foi um sucesso de critica e vendas, e muitos se perguntaram se esse seria o rumo dos próximos jogos da série

Village People

Desenvolvedores explicam por que é Village ao invés de Resident Evil 8 -  Manual dos Games
https://manualdosgames.com/desenvolvedores-explicam-por-que-e-village-ao-inves-de-resident-evil-8/

E cá estamos nós de volta ao Resident Evil Village, que no novo trailer parece estar seguindo o mesmo caminho do RE7, só que com várias novidades.

Você novamente controlará o protagonista de RE7, Ethan, e, a princípio, o jogo se passará em um castelo localizado numa vila, onde, aparentemente, existe um culto misterioso nessa vila. As principais antagonistas mostradas foram mulheres capazes de virar insetos. Elas são chamadas de “filhas da Lady Dimitrescu”. Inclusive Lady Dimitrescu já se tornou uma favorita dos fãs, com várias artes e memes em sua homenagem. Chris Redfield, protagonista de RE1 e RE5, retorna nesse jogo, mas não se sabe ao certo qual será seu papel na historia, pelo que parece tudo aponta que ele virou um “vilão”, mas o que será que causou essa mudança no personagem?

Outro ponto interessante mostrado, foi a existência de um mercador novamente, fato que não acontecia desde RE4, ele irá permitir você comprar itens, equipamentos e melhorar suas armas. O inventário também parece se inspirar bastante no estilo do RE4, em que você tem que organizar seus itens numa maleta quase num estilo Tetris. Isso me faz perguntar se teremos mais referências ao quarto jogo da série, cultos… se passando numa vila novamente… castelos… só falta o Leon surgir do nada e alguém dizer “un forastero!”, enquanto te dá uma machadada nas costas.

O jogo parece muito promissor e lançará no dia 7 de Maio não só para PS5, Xbox Series e PC, mas também para PS4 e Xbox One, o que deve agradar aos fãs que ainda não possuem os consoles da nova geração.

Eu pessoalmente não vejo a hora de jogá-lo e descobrir qual é o mistério dessa vila.

Análise feita por Luã Bitencourt
Twitter: @nobytes_
Twitch: @nobytes

One Reply to “Resident “Evila” – Opinião”

Rabisque abaixo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s