Ontem te vi chorar mais uma vez. E, mais uma vez, fiquei de longe te olhando. Tuas chamas se apagavam e minhas esperanças não me incendiavam mais. O que esperam de ti é o mesmo que esperam de mim, mas estamos velhos demais para isso e eu já sentia teu cansaço há algum tempo. Lutar e lutar pelos nossos desejos quando ninguém mais liga para o que ainda chamamos de sentimentos.

Tu me perguntavas se era seguro enjaular o humano que havia em ti, como um animal. E eu te respondia que o animal era o que serias se assim o fizesses. Era mais fácil manter o fogo baixo e a paz borbulhando para que esta não pudesse transbordar do caldeirão. O pavio era curto e a fagulha estava pronta para queimar, mas tu aprendeste a manter a calma apenas com o olhar.

Nos disseram que tudo ficaria bem se, tudo bem, seguíssemos as tais malditas regras, e assim vivemos, sem o coração queimar. Andávamos como dois estranhos, calados, esperando o sol se pôr, a noite passar e um novo dia começar.

E se a noite não passa, qual nosso próximo passo? Há a intranquilidade em teus olhos e a insegurança em minhas mãos. Não há palavras que não se transformem em ódio para nos segurarmos. Todo um dia perdido apenas para ouvir e concordar, ouvir e consentir, ouvir e, mais uma vez, nos calarmos.

Onde está a tranquilidade que nos prometeram quando nos ensinaram a amar? Eu sei, ela só existe naquilo em que acreditam. O resto é erro, irreparável, que arrancam do peito, sem o mínimo de cuidado. E é em tom ríspido que nos fazem crer que o correto é o que dizem ser. Mas não cremos, é apenas silêncio, pois assim nos ensinaram a viver.

Na varanda de casa, o luar me lança seu olhar. Já são quatro horas, o vento sopra e eu na mesma posição, sem da cadeira me levantar. Pensamentos gritando e meu silêncio que se perdeu, outra vez, nesta noite insone.

Sei que é difícil e que nada posso te prometer, mas sinta o fogo queimar em tuas veias pelo desejo de ter tudo o que desejas ter.

Hoje eu me vi chorar pela última vez. E, pela primeira vez, eu já estava por perto, me abraçando.

Música de Inspiração

Rabisque abaixo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s