Parasita

Depois de inúmeras indicações de amigos, resolvi ver esta semana o filme “Parasita”, filme sul-coreano lançado em 2019 e vencedor do Oscar 2020 nas seguintes categorias: Melhor filme, melhor diretor, melhor filme estrangeiro, melhor roteiro original, melhor direção de arte e melhor montagem.

Caso queiram saber sobre todas as categorias do Oscar 2020, basta clicar aqui

Resenha
“Toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo em um porão sujo e apertado, mas uma obra do acaso faz com que ele comece a dar aulas de inglês a uma garota de família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe e filhos bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custam caro a todos”.

O filme mostra a diferença absurda entre classes. Enquanto pobres vivem em uma casa num estilo porão, apertada para muita gente e tendo que vender o almoço para conseguirem sobreviver, a família rica principal vive em uma casa gigante com empregados e comida farta.

O filme também conta sobre a família pobre que consegue uma “oportunidade” para ascender na vida. Primeiro, o filho Ki-Woo que consegue se tornar o professor de inglês de Da-hye, filha do casal rico, falsificando um diploma. A partir daí, ele dá o seu jeitinho para colocar a irmã, Ki-Jung, como professora de artes do filho menor Da-song. Depois, Ki arma um plano para demitir o motorista e colocar o pai Kim Ki-taek. E, por último, é armado um plano para tirar uma governanta que está há anos na casa para colocar o último membro da família, Gook Moon-gwang.

Sim, eles demitiram uma governanta que estava há anos na família porque, supostamente, ela havia pego tuberculose. A família rica confiou cegamente em empregados contratados recentemente sem verificar nada.

Um belo dia, a família rica resolve ir para um acampamento e a família Ki-taek resolve aproveitar os luxos da casa, bebendo, comendo e tomando banho de banheira. Mas, eles não esperavam que a governanta antiga voltaria por conta de um “segredo” que ela esconde no porão. Para piorar, o acampamento não havia dado certo por conta de uma forte chuva. A partir daí, a vida maravilhosa que a família Ki-taek estava levando, vira de cabeça pra baixo (e eu vou parar por aqui, pois é onde a história fica mais emocionante).

Veja também a postagem do site Gshow

Sim, vale a pena assistir, mas se prepare alguns plot twists.

Rabisque abaixo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s