Trago a batida

Vindo de tão distante, Com paisagem tão estranha, Onde todo mundo dança, Mas ninguém encontra no mapa. O costume aqui é tão louco, Mesmo com luzes tão brilhantes e coloridas Ouço uma canção ao fundo, Mas aqui no centro ninguém dança. Nem um passinho curto E a pista ali largada O terno preto e a … Continue lendo Trago a batida

Jovens demais para este sentimento

Nunca houve razões para crer que algum dia O seu sorriso viesse de um sangue frio Busquei alguma chama por dentro desse peito Era tão sombrio e vazio. Já ouvi histórias de tantos amigos Quem viveram esse sentimento doentio Sempre assustados, limitados e sem tempo Nada era feito sem consentimento. Eu ria, eu me irritava … Continue lendo Jovens demais para este sentimento

Para sempre e verdadeiro, o amor companheiro

O princípio de um amor inocente, Pode ser um tanto bobo pra quem olha Um sorriso, um gesto, um vinho, um poema E o telefone que toca toda hora.   O amor inocente, sincero e verdadeiro Não consegue se desgrudar por um ano inteiro É primavera, no outono, no verão e até no inverno É … Continue lendo Para sempre e verdadeiro, o amor companheiro

Meu Passado Grita

De tempos em tempos Meu passado grita Implora por volta E à noite incomoda. Será que, assim, Diante de novos olhos Que um novo um mundo enxergam agora Devo eu pisar nesse novo solo De forma tão firme Fechando malditas portas Que deixei abertas Na esperança de tudo voltar a ser como antes Mas ao … Continue lendo Meu Passado Grita

Das mais belas rimas nasceu você

Quando eu era garoto, um vazio sentimento de nome solidão se apossou de mim. Sentia, de longe, um vento gelado batendo em meu peito assim. Meu coração me apertava e aos poucos matava o que me restava enfim. Parecia um sentimento inacabado, algo que já me fazia acostumado. Meus domingos, em minha cama deitado, apenas me … Continue lendo Das mais belas rimas nasceu você

O Tímido

Sempre assim... Tímido, quieto, bobo Sempre na dele Tão timidamente se esconde De quem o quer tão bem. Sempre a mesma história: É pessimista, triste E até tem um pouco de depressão. Solidão? Sua melhor companhia. Enfrentar o mundo, é preciso Mas enfrentar a si mesmo É essencial É seu próprio inimigo E, na melhor … Continue lendo O Tímido

O mal do poeta

De todos os males profundo Vivo aquele que me faz sentir melhor Pois crio um vasto mundo Em que me faço maior. De todos os lugares do mundo Nado em mares tão rasos e tão profundos Pois em meus próprios pensamentos Sou capaz de criar meu mundo. De tantas belas criaturas Personagens, histórias e magias … Continue lendo O mal do poeta

Voltaremos àqueles tempos?

Foi bom para você?Aquele tempo que tivemos juntosOs bons e os mausAqueles que deixamos passarE os que nunca aconteceramFoi tão bom para você?Lembra daquele domingo de solDaquelas tardes de futebolDos passeios a cavaloE das viagens aos sábados.Grandes amigos nós éramosCompartilhando sorrisos e tristezasAjudando quando mais precisávamosE tudo, de repente, se foiTudo partiu sem qualquer aviso.E … Continue lendo Voltaremos àqueles tempos?

Das vantagens de ser bobo

O bobo, por não se ocupar com ambições, tem tempo para ver, ouvir, tocar no mundo.O bobo é capaz de ficar sentado quase sem se mexer por duas horas. Se perguntadopor que não faz alguma coisa, responde: "Estou fazendo, estou pensando”.Ser bobo às vezes oferece um mundo de saída porque os espertos só se lembram … Continue lendo Das vantagens de ser bobo